Minhas 10 melhores músicas

Eu resolvi fazer um post diferente desta vez, sem trocadilho. Primeiro, não sou escritor, nem poeta. Muito menos quero passar tal impressão. Sou uma pessoa normal, um jornalista (ok, talvez não tanto) que posta em seu blog coisas que nem sempre aconteceram de fato, mas que transmitem certa emoção. Eu sou um jornalista que não gosta de lide, nem de objetividade, nem de pirâmide invertida e, acima de tudo, prefere escrever em primeira pessoa. Por isso, um post desta forma pode passar tanto ou mais sentimento do que qualquer outro que já escrevi aqui. Sabe por quê? Porque o bom comunicador fala de tudo e cativa sem querer cativar. Tira emoção de uma pedra – às vezes, um bom periodista tira leite de pedra também, mas isso não vem ao caso.

Este post é musical e extremamente pessoal. São as 10 melhores músicas do mundo – de acordo comigo. Por isso, não levem a sério. Eu nunca estudei música, não toco nenhum instrumento musical e minha cantora favorita é a Shakira. Bom, deixemos de enrolações e passemos para o meu terrível gosto musical:

1 – The thin line between love and hate – Iron Maiden

2 – Bohemian Rhapsody – Queen

3 – True love way – Kings of Leon

4 – En tus pupilas – Shakira

5 – The eraser – Thom Yorke

6 – Si tú no vuelves – Miguel Bosé e Shakira

7 – Sozinho – Caetano Veloso

8 – Childhood dreams – Nelly Furtado

9 – Chanson pour Patrick Dewaere – Raphaël

10 – Latinoamérica – Calle 13

Fabrício Bernardes